Como receber o Espírito de Jesus Cristo

Reverendo Augusto Pedra

O Espírito de Jesus Cristo em nós é a essência da vida espiritual. A espiritualidade cristã é fascinante e desafiadora de ser vivida, por jovens e adultos, principalmente nestes dias de incertezas e de falta de modelos de projetos de vida que realmente valham a pena ser vivido. Ela se fundamenta na obra realizada por Jesus de Nazaré da Galiléia, que sendo o filho do Deus vivo voluntariamente se deu em favor dos seres humanos, a ponto de entregar sua própria vida para proporcionar a reconciliação do homem com Deus. Nos anos em que viveu entre os homens Jesus desenvolveu um projeto realmente surpreendente, que foi o de engajar-se no cumprimento da promessa que Deus havia feito aos seus antepassados, de enviar o seu Espírito Santo para habitar definitivamente no interior do homem, fazendo dele um templo de habitação de Deus, visando formar uma geração de filhos e filhas de Deus sobre a terra.

Fascinante mesmo foi a forma escolhida por Deus para realizar esta proeza ao longo da história. Ele estabeleceu que seu Espírito Santo fosse dado gratuitamente a todo aquele que cresse em suas palavras registradas nas Sagradas Escrituras, a Bíblia. Jesus é identificado pelo apóstolo João como o Verbo de Deus que se fez carne (Jo 1:1,14), após ter inspirado os autores sagrados ao longo da história. Sua vida e sua obra expressaram exatamente a essência de Deus revelada e acessível plenamente aos homens. Suas palavras e atitudes de acolhimento retrataram a misericórdia, o perdão, o grande amor e o genuíno interesse de Deus em resgatar o homem de sua natureza terrena decaída, para transformá-lo em filho, semelhantemente a Jesus Cristo. Jesus trabalhou para tornar a promessa do Pai uma realidade acessível a todo homem que nele crer, condição essencial para o recebimento do seu Espírito.

O Espírito Santo é reconhecido pelo Drº Lucas, autor do Evangelho de Lucas, como sendo o Espírito de Jesus Cristo, em Atos 16:6-7. O Espírito é dado ao homem para que a natureza humana seja santificada e reconciliada com Deus, dando-lhe a capacidade de chamá-lo de Pai Celestial. A ele cabe nos fazer lembrar as coisas que Jesus ensinou, cabe nos consolar, nos aconselhar, além de ser em nós a garantia da nossa ressurreição futura – o penhor da nossa herança -, para que ressuscitemos dos mortos, tal como Jesus ressuscitou (Rm 8:11). Ele tem a propriedade de agir na mente e no coração do homem, proporcionando mudanças profundas em sua natureza terrena, tornando-o espiritual. Trata-se do Espírito do Filho agindo em nós, guiando-nos na vida e gerando um desejo profundo de proximidade a Deus, de querer fazer a sua vontade, por considerá-la o que há de melhor para si e para toda a humanidade.

Quando escreve aos romanos, após expor os fundamentos da salvação pela fé, o apóstolo Paulo roga aos seus irmãos espirituais que ajam com profunda consciência desta relação restabelecida com Deus (Rm12:1-2). Propõe que se apresentem com inteligência diante de Deus, conscientes de que o próprio corpo humano passou a ser morada do Espírito Santo, por meio de um culto racional. Propõe atitude de ser inconformado com os preceitos deste mundo, ou deste século e orienta que a renovação da mente pela palavra de Deus é o grande caminho de transformação pessoal a ser percorrido ao longo da vida. Isto acontece porque a palavra de Deus é vivificante e energizante dos processos de insight e de mudanças existenciais. Nas palavras de Paulo, Deus dá ao homem extrema valorização no processo, pois o responsabiliza pela própria renovação de sua mente – “transformai-vos pela renovação de vossa mente para que possais experimentar qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.

Muitas pessoas gostariam de ter suas vidas transformadas, gostariam de viver de um modo diferente, por não estarem satisfeitas com o curso que deram à própria vida, ou por não conseguirem ser aquilo que gostariam. Com a interseção e a capacitação do Espírito Santo no homem interior e das Palavras proferidas pelo Senhor Jesus esta possibilidade se viabiliza e se concretiza na caminhada diária daqueles que crêem. O próprio Senhor Jesus propõe que se tivermos fé com a mesma qualidade de uma semente de mostarda, que sendo a menor de todas as hortaliças deita grandes ramos, poderemos experimentar essa transformação, além da realização de grandes feitos. Para isso é necessário apenas que você manifeste interesse sincero de querer viver a vida com Deus, de querer experimentar esta transformação de sua natureza humana e ser capaz de expressar diante de Deus este profundo desejo, por meio de uma simples oração.

Desde a antiguidade era sabido pelo Velho Testamento que “perto está o Senhor de todos aqueles que o invocam, de todos os que o invocam em verdade”. Se este tema o sensibilizou é porque provavelmente Deus quer lhe proporcionar viver a natureza espiritual de seu filho (Rm 8:14-17). Assim sendo, basta você apenas fazer uma oração ao final desta leitura. Dirija-se a Deus agora, em o nome de Jesus e peça que ele lhe perdoe os pecados. Expresse seu desejo de se tornar seu filho ou filha e aguarde pela confirmação que certamente virá em sua vida, de modo perceptível e inquestionável. No entanto, caso não sinta nada de especial no momento, não desista e mantenha este propósito em mente, pois a fé não depende da emoção que sentimos. Mas creia, pois logo constatará que o Senhor responde as orações e que realmente está perto de você, querendo fazer morada em seu coração. Que o Senhor o abençoe neste instante. Que o Espírito de Jesus Cristo venha fazer em você morada e que do seu interior aflore um novo ser espiritual, como uma fonte a jorrar para a vida eterna.

Brasília, 13 de janeiro de 2011.

Sobre Rev. Augusto Pedra

Teólogo. Psicólogo. Psicoterapeuta. Pastor Evangélico e Vice-presidente da ICB(*) – Igreja Cristã de Brasília. Especialista em Psicanálise e Inteligência Multifocal na Reconstrução da Educação. Especialista em Teologia da Missão Urbana.